Posts Tagged "ferramenta"

Firefox 4 is on! My add-ons off… e agora?

Firefox 4 saiu ontem (22 de março de 2011) com transmissão ao vivo pelo mozilla air. Como toda novidade sempre algumas incompatibilidades aparecem entre alguns complementos anteriores e versões mais atuais. Cito aqui algumas características de como migrar seus add-ons para o firefox 4 e de quebra algumas observações. Os testes foram feitos no Windows. Lembrando que nem todos os add-ons irão funcionar com essas dicas mas grande parte sim. Uma maneira simples de colocar os plug-ins atualizáveis é fazer o download de versões betas dos desenvolvedores e verificar se há atualizações regularmente. Novas versões estão sendo liberados normalmente todas as semanas. Você também pode visitar a página de lançamentos do Firefox.

Firefox 4 é o maior lançamento até agora em termos de código e mudanças na API, então há, provavelmente, algo na lista de novidades que afeta os add-ons. O meu objetivo é torná-lo o mais fácil possível para você atualizar o add-on para que vocês não tenham dificuldade em decidir se devem atualizar o Firefox ou não. De novidade o navegador agora conta com a maioria dos arquivos de código acondicionada em um único arquivo JAR, também conhecido como Omnijar. Leitura de arquivos de um pacote é geralmente muito mais eficiente do que lê-los de forma independente do sistema de arquivos, mantendo assim juntos tem um ganho de desempenho, especialmente em plataformas móveis. A mesma idéia é agora aplicadas aos add-ons, e por padrão, eles serão instalados na pasta de perfil sem desempacotá-los. Há algumas consequências disso como alguns add-ons não funcionam sem desempacotar, já que os add-ons são componentes binários ou outras bibliotecas. Isso também afeta a dicionários e add-ons que incluem plugins de pesquisa ou ícones de janela. Os add-ons que precisam ser descompactados devem adicionar um sinalizador para descompactar no arquivo install.rdf.

Esse arquivo no geral se encontra na pasta:

C:\Users\%usuario%\AppData\Roaming\Mozilla\Firefox\Profiles\%profile%.default\extensions

Um exemplo. O plug-in do encurtador de endereços va.mu não funciona no Firefox 4, você pode verificar isso indo na aba de add-ons. Mas fazendo modificações no install.rdf dele irá funcionar. Aqui está o que você deve fazer para começar a ter compatibilidade:

  • Feche todas as janelas do Firefox;
  • Abra o install.rdf, que está localizado em alguma das pastas codificadas no endereço acima, com algum editor de texto compatível com Unicode – nesse caso uso o Context, mas o write do Windows funciona bem também;
  • Caso não encontre o arquivo de primeira, abra cada um dos arquivos install.rdf até encontrar algum que tenha a ID va.mu;
  • Altere <em:maxVersion> 3.6.* </ em: maxVersion> para <em:maxVersion> 4.0.* </ em: maxVersion>;
  • Anote o valor <em:id> – no caso do plug-in citado é {ec8030f7-C20A-464f-9b0e-13a3a9e97384} no meu computador;
  • Salve e saia do editor;
  • Acesse a pasta C:\Users\%usuario%\AppData\Roaming\Mozilla\Firefox\Profiles\%profile%.default e localize o arquivo chamado extensions.rdf;
  • Localize no arquivo com o find, a string da extensão, no caso citado mando procurar no arquivo a string va.mu;
  • Quatro linhas abaixo, você deve encontrar algo parecido com isto RDF:resource=”rdf:#$GyBtJ”/> <NS1:targetApplication. Observe o valor  do RDF​​, que nesse caso é $GyBtJ;
  • Faça uma nova pesquisa e procure por $GyBtJ (ou seja, o valor do RDF​ que você anotou na etapa anterior);
  • Certifique-se que o NS1: id na linha seguinte aos <em:id> seja a mesma do install.rdf acima;
  • Altere NS1: maxVersion = “3.6.*” para NS1: maxVersion = “4.0.*”;
  • Salve e sai do editor.

Ao reiniciar o navegador e ir na aba de add-ons note que o plug-in passa a ser compatível. Porém algumas observações devem ser feitas. Note que a tela do navegador não existe mais a barra de status, essa se foi e agora caso tenha algum plug-in que necessite dela, deve utilizar a barra de add-on (Add-on Bar). Para visualizá-la, clique com o direito na barra de tabs e marque a visualização da mesma.

Outras informações interessantes sobre o uso desse recurso centralizado do Firefox é se você ler todos os arquivos que estão contidos no seu XPI a partir do diretório do perfil, isto não vai funcionar mais. O gerenciador de extensão irá verificar se há ou não o pacote XPI ou o diretório descompactado, e mudar o que for necessário.

Também é recomendável que você se afasta da prática de empacotar todos os arquivos em um único JAR, como é o caso do plug-in do Banco do Brasil, que mesmo fazendo as alterações citadas anteriormente não irá funcionar. Desde que o XPI não é descompactado mais, tendo o JAR (um pacote dentro de um pacote) só adiciona uma sobrecarga ao navegador, deixando-o mais lento.

Você pode usar essa dica com a maioria dos plug-ins, porém outros não vão ter mais atualizações como é o caso do DigitalPersona 4, que foi descontinuado e mesmo com essas dicas ele não funciona. Mas estou vendo como colocar o mesmo em funcionamento e devo disponibilizar o .xpi aqui na página. Como diz o bom senso, ao invés de ficar cutucando o seu computador tentando alterar pessoalmente suas configurações, espere para lançamentos de versões mais atuais, o que garante mais confiabilidade ao seu navegador.

Compilador GoASM/RadASM

Alunos de Arquitetura,

Está disponível na seção de Material Aula, o compilador GoASM e a IDE RadASM já configurada para máquinas com Windows XP/Vista/7.

Para instalar basta descompactar o arquivo no drive C:\,  e incluir o caminho dos binários do GoASM ($\RadASM\GoASM\bin) no PATH do sistema.