Posts Tagged "diversão"

Enquanto isso na DADT…

Firefox 4 is on! My add-ons off… e agora?

Firefox 4 saiu ontem (22 de março de 2011) com transmissão ao vivo pelo mozilla air. Como toda novidade sempre algumas incompatibilidades aparecem entre alguns complementos anteriores e versões mais atuais. Cito aqui algumas características de como migrar seus add-ons para o firefox 4 e de quebra algumas observações. Os testes foram feitos no Windows. Lembrando que nem todos os add-ons irão funcionar com essas dicas mas grande parte sim. Uma maneira simples de colocar os plug-ins atualizáveis é fazer o download de versões betas dos desenvolvedores e verificar se há atualizações regularmente. Novas versões estão sendo liberados normalmente todas as semanas. Você também pode visitar a página de lançamentos do Firefox.

Firefox 4 é o maior lançamento até agora em termos de código e mudanças na API, então há, provavelmente, algo na lista de novidades que afeta os add-ons. O meu objetivo é torná-lo o mais fácil possível para você atualizar o add-on para que vocês não tenham dificuldade em decidir se devem atualizar o Firefox ou não. De novidade o navegador agora conta com a maioria dos arquivos de código acondicionada em um único arquivo JAR, também conhecido como Omnijar. Leitura de arquivos de um pacote é geralmente muito mais eficiente do que lê-los de forma independente do sistema de arquivos, mantendo assim juntos tem um ganho de desempenho, especialmente em plataformas móveis. A mesma idéia é agora aplicadas aos add-ons, e por padrão, eles serão instalados na pasta de perfil sem desempacotá-los. Há algumas consequências disso como alguns add-ons não funcionam sem desempacotar, já que os add-ons são componentes binários ou outras bibliotecas. Isso também afeta a dicionários e add-ons que incluem plugins de pesquisa ou ícones de janela. Os add-ons que precisam ser descompactados devem adicionar um sinalizador para descompactar no arquivo install.rdf.

Esse arquivo no geral se encontra na pasta:

C:\Users\%usuario%\AppData\Roaming\Mozilla\Firefox\Profiles\%profile%.default\extensions

Um exemplo. O plug-in do encurtador de endereços va.mu não funciona no Firefox 4, você pode verificar isso indo na aba de add-ons. Mas fazendo modificações no install.rdf dele irá funcionar. Aqui está o que você deve fazer para começar a ter compatibilidade:

  • Feche todas as janelas do Firefox;
  • Abra o install.rdf, que está localizado em alguma das pastas codificadas no endereço acima, com algum editor de texto compatível com Unicode – nesse caso uso o Context, mas o write do Windows funciona bem também;
  • Caso não encontre o arquivo de primeira, abra cada um dos arquivos install.rdf até encontrar algum que tenha a ID va.mu;
  • Altere <em:maxVersion> 3.6.* </ em: maxVersion> para <em:maxVersion> 4.0.* </ em: maxVersion>;
  • Anote o valor <em:id> – no caso do plug-in citado é {ec8030f7-C20A-464f-9b0e-13a3a9e97384} no meu computador;
  • Salve e saia do editor;
  • Acesse a pasta C:\Users\%usuario%\AppData\Roaming\Mozilla\Firefox\Profiles\%profile%.default e localize o arquivo chamado extensions.rdf;
  • Localize no arquivo com o find, a string da extensão, no caso citado mando procurar no arquivo a string va.mu;
  • Quatro linhas abaixo, você deve encontrar algo parecido com isto RDF:resource=”rdf:#$GyBtJ”/> <NS1:targetApplication. Observe o valor  do RDF​​, que nesse caso é $GyBtJ;
  • Faça uma nova pesquisa e procure por $GyBtJ (ou seja, o valor do RDF​ que você anotou na etapa anterior);
  • Certifique-se que o NS1: id na linha seguinte aos <em:id> seja a mesma do install.rdf acima;
  • Altere NS1: maxVersion = “3.6.*” para NS1: maxVersion = “4.0.*”;
  • Salve e sai do editor.

Ao reiniciar o navegador e ir na aba de add-ons note que o plug-in passa a ser compatível. Porém algumas observações devem ser feitas. Note que a tela do navegador não existe mais a barra de status, essa se foi e agora caso tenha algum plug-in que necessite dela, deve utilizar a barra de add-on (Add-on Bar). Para visualizá-la, clique com o direito na barra de tabs e marque a visualização da mesma.

Outras informações interessantes sobre o uso desse recurso centralizado do Firefox é se você ler todos os arquivos que estão contidos no seu XPI a partir do diretório do perfil, isto não vai funcionar mais. O gerenciador de extensão irá verificar se há ou não o pacote XPI ou o diretório descompactado, e mudar o que for necessário.

Também é recomendável que você se afasta da prática de empacotar todos os arquivos em um único JAR, como é o caso do plug-in do Banco do Brasil, que mesmo fazendo as alterações citadas anteriormente não irá funcionar. Desde que o XPI não é descompactado mais, tendo o JAR (um pacote dentro de um pacote) só adiciona uma sobrecarga ao navegador, deixando-o mais lento.

Você pode usar essa dica com a maioria dos plug-ins, porém outros não vão ter mais atualizações como é o caso do DigitalPersona 4, que foi descontinuado e mesmo com essas dicas ele não funciona. Mas estou vendo como colocar o mesmo em funcionamento e devo disponibilizar o .xpi aqui na página. Como diz o bom senso, ao invés de ficar cutucando o seu computador tentando alterar pessoalmente suas configurações, espere para lançamentos de versões mais atuais, o que garante mais confiabilidade ao seu navegador.

BeerBot Bottle Opening Shirt

Eu quero uma dessas!!!

Apenas para maiores de 00010010!

Fonte: http://www.thinkgeek.com/tshirts-apparel/interactive/debb/

Diferenças entre Sistemas Operacionais

Grato pela contribuição de Thyago Nepomuceno!

Spy vs Spy

Quando tinha 8 anos, meu irmão sempre comprava a revista MAD. Adorava algumas tirinhas de desenhos que eram publicadas principalmente da série Spy vs Spy. Sei que a maioria de vocês nunca leram uma revista MAD, então para vocês verem o que lia na minha infância. Vai uma tirinha do Spy vs Spy:

A tira de desenho foi publicada na revista MAD pela primeira vez em 1961 e foi criado pelo cubano erradicado americano Antonio Prohías, logo após Castro tomar conta da imprensa livre naquele país.

A idéia do desenho é satirizar a guerra fria e notem que no início de cada história, o primeiro quadrinho tem a assinatura do autor em código morse, que significa “BY PROHIAS”.

Quem quiser ver mais histórias do Spy vs Spy e inclusive alguns vídeos, tem o site não oficial da série em

http://www.spyvsspyhq.com

Música com as telas de erro do Windows

Como diz Silvio Santos: “Bem bolada!”

Guitar hero para surdos

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/2010/04/19/info4_0.asp

Grupo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia leva adiante missão de diminuir a distância entre os que não podem escutar
Thiago Marinho
thiagomarinho.pe@dabr.com.br

Como ajudar a incluir as pessoas com deficiência físicas na sociedade, permitindo que elas executem tarefas simples, como ler, assistir TV, estudar e até tocar instrumentos musicais? O desafio serviu como mote para um professor e uma dupla de alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPE), que começam a desenvolver um Guitar hero para surdos, alusão ao famoso game que usa imagens para ajudar a tocar as notas musicais de uma canção – com intuito de diminuir a distância entre aqueles que podem ou não escutar.


José Carlos e Gean: ideia é criar um aplicativo como o game original: notas musicais na tela tocadas uma a uma Foto: Inês Campelo/Dp/D.A Press

“O objetivo não está em criar um jogo, mas um aplicativo que possibilite aos deficientes auditivos a tocarem instrumentos musicais. O primeiro instrumento ensinado será um teclado. Até já existirem softwares com este mesmo fim, mas eles não são atrativos”, explica José Carlos Pereira, 24 anos, aluno do quarto período do curso de análise e desenvolvimento de sistemas. “A ideia é permitir, por meio de um computador comum, que os surdos vejamas notas musicais na tela e toquem uma a uma. O ritmo será dado por meio de uma pequena pulseira, que vibra avisando o tempo das notas”, completa Gean Souza, 23, do sexto período da mesma graduação; ambos são orientados pelo professor Anderson Moreira, que também participa da idealização da tecnologia.

O projeto de iniciação científica faz parte de uma série de iniciativas realizadas nas universidades públicas e particulares de Pernambuco e que podem, num futuro próximo, ajudar a desenvolver ainda mais o setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) no estado.

Solidariedade – O Guitar hero para surdos, que ainda não tem nome definido, pode ser apenas a primeira iniciativa deste tipo a sair deste projeto da IFPE. “Já desenvolvemos uma base que permite ligar e controlar qualquer dispositivo assistivo e agora podemos começar a pensar em aplicações práticas. A primeira será esta para o ensino de instrumentos musicais, mas outras também podem surgir até o fim do projeto, daqui a um ano”, completa José Pereira.

Depois de pronto, o sistema será doado ao Núcleo de Atendimento aos Alunos com Necessidades Educacionais Especiais (Napne), do próprio IFPE, especializado no tratamento de pessoas com deficiências. “Esperamos que ele também possa ser aproveitado nas escolas do nível fundamental e médio para o ensino de música a estudantes com problemas auditivos”, avisa Gean, finalizando: “No fim, além da experiência adquirida, o projeto nos ajudará a trabalhar em algo que pode chamar a atenção e ainda prestar um serviço a estas pessoas”.

+ Site de livros gratuitos

Segue mais um site de livros gratuitos. Esse se assemelha muito a tela do google.

http://download-book.net/

Video-game da vida real

Se lançarem esse jogo eu vou comprar